A Terceirização do setor de gestão de pessoas é uma tendência moderna da administração de negócios. Empresas no mundo todo a têm adotado como ferramenta de desenvolvimento empresarial, pois a terceirização traz uma série de benefícios, como economia e segurança no processamento.

Quando as tarefas são repassadas a empresas especializadas, há redução de custos, economia de tempo, garantia de confidencialidade de informações e manutenção do trabalho do Recursos Humanos estratégico. Esta tendência de mercado ocorre graças à competitividade que força as empresas a enxergarem o RH como um braço estratégico no que se refere à contratação e retenção de talentos, gestão do clima organizacional, redução do absenteísmo e garantia da produtividade dos funcionários.

No entanto, percebe-se que há uma grande resistência, não apenas dos gestores de RH, que acreditam que, nesse processo, estão sendo trocados por algum software, mas também de empresários resistentes a mudanças. É uma questão cultural. De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Provedores de Outsourcing em RH (ABPO), a cultura da empresa figura como motivo principal da não terceirização do setorl, representando 64,6% das 162 empresas de diversos setores que participaram do estudo. Acreditam que não há confiança e segurança quando os dados da empresa são repassados a terceiros. Obviamente, a visão do empresário muda quando ele recebe garantias plenas de que a ética e o sigilo são duas das principais características das especializadas em terceirização.

Alguns processos de Terceirização de Gestão de Pessoas mais realizados:

• Gestão estratégica de Recursos Humanos • Admissão – Férias – Demissão • Benefícios Legais • Processamento da Folha de Pagamento
• Encargos sociais e Obrigações Mensais • Tratamento do Ponto Eletrônico • Relatórios Legais e Gerenciais • Atendimento do Expediente de RH
• Gerenciamento de arquivos • Disponibilização de softwares e atualizações • Disponibilização de Infra-Estrutura e Backup